Evandro Santo, do “Pânico”, revela que apanhava na escola por se gay

Evandro SantoEvandro Santo (Foto: Reprodução/Internet)

Evandro Santo, do "Pânico", relembrou um passado triste, e que não é diferente da realidade atual. Em entrevista para a "Uol", o humorista revelou que sofria na escola por conta da sua homossexualidade.

“Eu fui expulso de três escolas, era afeminado demais”, disse. “Naquela época, os meninos te esperavam na saída da escola para te bater! Apanhava só porque era gay. Quantas vezes a professora me salvou! Muitas vezes eu até batia porque era um contra um; mas às vezes eram vários, e aí eu corria como podia. Eu era o gay da rua, filho de mãe solteira e minha mãe não deixava barato! Se arrumava, se maquiava, bem anos 80, coloca minissaia e ia para o trabalho”, acrescentou.

Evandro disse também que encontrou muitos dos seus agressores um tempo mais tarde e não descartou viver um affair com alguns deles. “O engraçado é que muitos destes agressores eu acabei ‘pegando’ nas noites de Uberaba”, disse ele.

Para finalizar, o humorista contou que já se envolveu com drogas. “Drogas não funcionam no processo de criar e nem no de atuar. Elas são recreativas só até certo ponto. Depois, sua cabeça e seu corpo não aguentam. É preciso parar”, falou.

Curta a fanpage do Fofoca.TV no Facebook e receba notícias dos famosos

Estamos também no Google Plus + Curta nossa Pagina

Mais lidas

    Publicidade