Fernanda Young afronta decisão de juiz pelo Instagram

Fernanda YoungFernanda Young (Foto: Reprodução/Internet)

Fernanda Young parece que não gostou da decisão tomada pelo juiz Christopher Alexander Roisin, da 11ª Vara Cível de São Paulo, que reduziu a indenização da artista por danos morais após ela ter posado nua. O juiz definiu Young como uma mulher de “reputação elástica”. Desde então a escritora incorporou o conceito de elasticidade às suas publicações na internet. No Instagram, a cada post que faz ela insere a palavra “elástica” (ou suas derivações), numa clara tentativa de cutucar Roisin, contra uma decisão que ela irá recorrer.

Recentemente, em uma foto em que aparece com uma cerveja ao lado, na tarde deste domingo, ela escreveu: “Para dar mais elasticidade, corrompendo a dieta: uma cerveja!”. Em outra imagem, em que reproduz um ensaio feito quando estava grávida de suas filhas gêmeas, legendou: “Ao 30 anos, grávida das minhas filhas mais velhas que em breve fazem 17, com a barriga, a mente e o coração elásticos.

Entenda o caso

Em 2015, Fernanda entrou com um processo contra seu agressor virtual, Hugo Leonardo de Oliveira Correa, após ter sido atacada nas redes sociais. Ele teria usado um perfil falso no Instagram para chamá-la de “vadia lésbica” e a ofendeu com termos chulos. O juiz Christopher Alexander Roisin deu ganho de causa à atriz e roteirista, uma co-autora da série Vade Retro, da Globo, mas estabeleceu um pequeno valor a ser pago pelo réu: 5.000 reais. Isso porque, segundo o magistrado, Fernanda tem uma “reputação elástica”.

“O valor leva em conta ainda o fato da autora ter artisticamente posado nua, de modo que sua reputação é mais elástica, inclusive porque se sujeitou a publicar fotografia fazendo sinal obsceno, publicou fotografia exibindo os seios e não se limitou a defender-se, afirmando que terceiros seriam ‘burros’”, escreveu o juiz na decisão.

Curta a fanpage do Fofoca.TV no Facebook e receba notícias dos famosos

Estamos também no Google Plus + Curta nossa Pagina