Senador tem dez dias para se pronunciar

wikiwiki (Foto: serra)

José Serra é suspeito de receber R$ 21 milhões da Odebrecht nas campanhas de 2002, 2004 e 2006, e agora Serra tem dez dias para se pronunciar sobre a investigação, no Supremo Tribunal Federal (STF), de acordo com determinação do ministro Gilmar Mendes. Para a Procuradoria-Geral da República (PGR), o processo contra Serra deve ser enviado à primeira instância, seguindo o novo entendimento do STF, que decidiu restringir o foro privilegiado de senadores e de deputados federais a crimes cometidos no exercício do mandato e em função da atividade parlamentar. A PGR alega que as supostas ilegalidades cometidas por Serra ocorreram enquanto ele era governador paulista. O inquérito para investigar o tucano foi aberto a partir da delação premiada de executivos da Odebrecht. Um deles, Pedro Novis, afirmou que aproximadamente R$ 21 milhões foram repassados a Serra por meio de caixa 2.

Curta a fanpage do Fofoca.TV no Facebook e receba notícias dos famosos

Estamos também no Google Plus + Curta nossa Pagina