Aguinaldo Silva defende José Mayer sobre acusação de assédio

Aguinaldo SilvaAguinaldo Silva (Foto: Reprodução da Internet)

Ex-contratado da Globo, Aguinaldo Silva foi entrevistado por Fabíola Reipert na ocasião. Na conversa, o ex-global falou sobre vários assuntos, inclusive sobre Marina Ruy Barbosa e José Mayer.

A coluna de Ricardo Feltrin, do UOL, divulgou algumas das respostas de Silva. Quando foi questionado sobre sua saída da Globo, o escritor foi bem sincero.

“Na verdade eu tinha um contrato que acabava dia 29 de fevereiro e não houve interesse em renovar, mesmo depois desses 41 anos. Não creio que haja outro motivo. Existe uma lenda urbana sobre meu salário, que eu não consigo perceber. Eu não estou mais lá e meu salário aumenta toda semana“, disse.

Aguinaldo afirmou: “O que eu posso dizer é que não ganhava um centavo a mais que qualquer outro autor do mesmo horário”.

No papo, o autor também falou sobre a acusação de assédio a José Mayer, que acabou resultando na demissão do ator da emissora. “Se acabou, é uma injustiça terrível. Não houve acusação. Acusação só existe quando é formal. Se foi acusado, tem que ir na polícia, prestar queixa e isso virar um processo. Tem que seguir o caminho formal (e não só acusar)”, opinou.

Mostrando que gosta do artista, Silva declarou: “Eu acho que o Zé Mayer faz muita falta na televisão, ao teatro e ao cinema brasileiro”.

Quando a pauta foi Marina Ruy Barbosa e a acusação de ser a pivô da separação de José Loreto e Débora Nascimento, o escritor defendeu a atriz e afirmou que ela foi colocada em uma história da qual não participou.

Curta a fanpage no Facebook e Siga-nos no Instagram!

Mais lidas

    Publicidade