Após dois anos da morte de Prince, família processa médico do cantor

PrincePrince (Foto: Reprodução)

A família de Prince, que morreu em 2016 aos 57 anos, processou um médico que tratou o cantor por sua dependência de opiáceos e que supostamente lhe proporcionou vários remédios sem a receita adequada pouco antes de morrer, segundo a emissora ABC.

Os familiares do artista afirmam que a morte poderia ter sido evitada se Prince tivesse tido melhores cuidados.

Segundo a autópsia, o cantor foi encontrado sem vida com uma dose "extremamente elevada" de Fentanil, uma substância 50 vezes mais forte que heroína. 

Curta a fanpage do Fofoca.TV no Facebook e receba notícias dos famosos

Estamos também no Google Plus + Curta nossa Pagina