Ator diz que transformar pensamento machista requer tempo e educação

Thiago LacerdaThiago Lacerda (Foto: Adriano Fagundes/Divulgação)

Embalado pelo amor que sente por Elisabeta (Nathalia Dill), em "Orgulho e Paixão", novela das seis da Globo que acaba no dia 24, Darcy (Thiago Lacerda) aprendeu a questionar seus preconceitos. E Lacerda, 40, diz estar satisfeito com o rumo de seu personagem, que foi de carrancudo a príncipe encantado na trama assinada por Marcos Bernstein.

"A gente sabia que tinha tudo nas mãos para fazer uma novela bacana. A história é o que se presta a ser: despretensiosa, com romance. Uma adaptação muito interessante que sempre traz as referências da obra de Jane Austen [autora britânica que inspirou a novela]."

Para o ator, a transformação das pessoas é o que há de melhor em um relacionamento amoroso e que ele já mudou a sua forma de pensar por causa de relacionamentos. "Darcy se contaminou rapidamente pelo espírito da Elisabeta. O amor é uma estrutura muito poderosa. O que mais me encantou na novela foi a possibilidade de duas pessoas tão diferentes se conectarem por meio do amor", diz o ator, casado com a atriz Vanessa Lóes há 17 anos.

Curta a fanpage no Facebook e Siga-nos no Instagram!