Atriz diz que racismo tem que ser debatido em TV

Érika JanuzaÉrika Januza (Foto: Instagram)

Érika Januza viu sua carreira decolar nos últimos meses graças à juíza Raquel, que ela viveu na novela "O Outro Lado do Paraíso" na rede globo de televisão. A personagem recebeu destaque na trama ao discutir o racismo presente na sociedade e também ao protagonizar um romance que parecia impossível por causa do preconceito.

Para a atriz, papéis como esse são fundamentais na teledramaturgia brasileira justamente por preencherem um vazio existente nas grades das emissoras. "Nós, negros, nos vemos muito pouco na televisão. A maioria da população brasileira é negra e eu acho que a gente não tem um número de negros na TV que corresponda a essa realidade. E é importante se ver na TV", lamenta.

De acordo com Erika, a importância da representatividade ficou nítida, para ela, com a repercussão de "O Outro Lado do Paraíso". "Eu realmente entendo que cada história tem as suas necessidades e eu torço por um momento em que não vamos precisar dizer que o médico é negro. Um momento em que a gente possa apenas ser um médico, um psicólogo ou uma juíza. Independente da cor da pele."

Curta a fanpage no Facebook e Siga-nos no Instagram!