Cantor detona policiais em trio de Salvador e governador reage

Igor KannárioIgor Kannário (Foto: google)

O cantor e deputado federal Igor Kannário causou polêmica ao criticar a Polícia Militar da Bahia durante o desfile da sua pipoca, no Campo Grande, no Carnaval de Salvador.

Após a repercussão, o governador Rui Costa informou que acionou a Procuradoria Geral do Estado (PGE) para que tome as medidas legais cabíveis contra o famoso, que arrasta uma das maiores “pipocas” da folia.

A PGE, então, vai entrar com uma representação junto ao Ministério Público da Bahia (MP-BA), diz nota do governo. A Procuradoria considera “fato gravíssimo” a atitude do cantor, afirmando que ele atenta “contra a ordem pública”, especialmente por estar em um trio patrocinado pelo poder público.

Em seu perfil no Twitter, Rui Costa comentou a decisão, afirmando que é “inaceitável o ato público de desrespeito e agressão contra a Polícia Militar da Bahia registrado ontem no Campo Grande”.

Durante sua apresentação, Igor Kannário pediu uma vaia para a Polícia Militar. De cima do trio, ele viu a PM passando com agressividade para desfazer uma rodinha em meio aos foliões.

“Peço à imprensa, filma isso aí. Isso é abuso de poder, abuso de autoridade. Quero uma vaia para a Polícia Militar da Bahia”, afirmou ele, sendo atendido. Os foliões vaiaram e depois gritaram “Uh, é o Kannário”. “Agressores, agressores! Venha me bater aqui em cima. Quero ver!”, provocou.

Ainda no desfile, o deputado federal ainda disparou: “Abre aí para esses bunda-mole passarem“. “Depois dizem que Kannario procura confusão com a polícia. Não é isso não. É certo pelo certo. Quem tá errado tá errado“, disse.

Curta a fanpage no Facebook e Siga-nos no Instagram!