Edir Macedo volta atrás após acusar 'satanás' do coronavírus

Edir MacedoEdir Macedo (Foto: Reprodução da Internet)

Dono da Record, Edir Macedo causou polêmica ao fazer um vídeo dizendo que o novo coronavírus era uma “estratégia de Satanás e da mídia para induzir as pessoas ao pânico”.

Depois de toda a repercussão negativa, o bispo surpreendeu ao apagar o vídeo com as declarações. 

“Meu amigo e minha amiga, não se preocupe com o coronavírus. Porque essa é a tática, ou mais uma tática, de Satanás”, havia dito.

“Satanás trabalha com o medo, o pavor. Trabalha com a dúvida. E quando as pessoas ficam apavoradas, com medo, em dúvida, as pessoas ficam fracas, débeis e suscetíveis. Qualquer ventinho que tiver é uma pneumonia para elas”, disse ainda.

Ao se explicar sobre o vídeo apagado, a assessoria disse que a decisão foi tomada após o vídeo do especialista da Unifesp [o patologista Ben Schmidt] ter sido deletado.

Em suas palavras, Macedo havia desacreditado nos alertas sobre a gravidade da disseminação do vírus. O vídeo do especialista foi excluído, mas o de Edir Macedo permaneceu sendo compartilhado em grupos no WhatsApp.

Curta a fanpage no Facebook e Siga-nos no Instagram!