Em cartaz, ‘Anjos’ tem temporada virtual até abril

AnjosAnjos (Foto: Divulgação)

O espetáculo virtual ‘Anjos’, escrito e dirigido por Oscar Calixto originalmente em 2009 com o nome de “Anjos, uma espécie de razão não comentada", ganhou uma releitura adaptada para o período pandêmico. A peça teve sua estreia em 18 de fevereiro e faz temporada até 18 de abril, sendo encenada todas às quintas às 20h através da plataforma Zoom.

- "Anjos" propõe uma experimentação de linguagem que mescla teatro com audiovisual, na busca por uma proximidade maior com o espectador através do espetáculo que é transmitido via web. Estou chamando a experiência de "Cine-Teatro Virtual" – diz o diretor.

‘Anjos’ conta a história de Marcus (Marcus Anoli) e Sabrina (Sabrina Fortes), casal que vive uma séria crise no relacionamento. Na última discussão da vida do casal, que culmina na busca pela razão e pela verdade de cada um, o espectador acompanha os extremos e o desfecho da vida de Sabrina, que desenrola todo o enredo da história com a presença constante e sempre marcante de diferentes personagens (vividos por Anoli) com quem ela vai se encontrando enquanto desenvolve a sua própria história e vai compreendendo um pouco mais sobre os seus próprios medos, dores, angústias e sobre a sua própria realidade dentro da trama.

- O trabalho em ‘Anjos’ tem sido muito enriquecedor e de grande aprendizado. Acredito que o mais valioso é aceitar essa nova forma de linguagem, não se autolimitar e confiar no direcionamento dado pelo diretor – ressalta a atriz Sabrina Fortes.

Na versão adaptada para a web, que tem produção da B&C Produções Artísticas, a história é encenada em diferentes ambientes das casas dos próprios atores, que são acompanhados por dois câmeras (Henrique Bulhões e Julian Franco) que também trabalham na direção de fotografia do espetáculo.

- Se apresentar virtualmente é uma sensação nova e empolgante, pois podemos chegar em mais pessoas com uma história bem interessante. Acredito que nós, como artistas, temos essa missão, de mostrar novas vertentes de entretenimento ao público, principalmente em um momento que a internet e a arte se unem para fazer esse verdadeiro intercâmbio cultural. Pessoas que não puderam ter a experiência de ir ao teatro, seja porque em sua cidade não tem ou por qualquer outro motivo, tem a oportunidade de ver uma peça pela primeira vez, isso é emocionante – finaliza Marcus Anoli.

Curta a fanpage no Facebook e Siga-nos no Instagram!

Mais lidas

    Publicidade