Festa com 700 pessoas na casa de Elba Ramalho é interrompida pela PM

Elba Ramalho autorizou o evento somente para 200 pessoas.Elba Ramalho autorizou o evento somente para 200 pessoas. (Foto: Reprodução/Instagram)

Na noite da última terça-feira, 29, uma festa com 700 convidados na casa de Elba Ramalho foi interrompida pela Polícia Militar, depois de uma denúncia anônima. 

A cantora afirmou não ter envolvimento com o evento realizado em sua residência em Trancoso, Bahia, e estava alugada para turistas. 

De acordo com a cantora, a festa foi autorizada somente para 200 pessoas e que estava hospedada em um hotel perto da propriedade, mas soube do episódio enquanto estava em uma missa.

"A casa foi alugada do dia 25 de dezembro ao dia 4 de janeiro, como todos os anos eu faço. Esse é um período em que eu alugo outra casa ou fico numa pousada porque eu venho mesmo para descansar. A casa está nas mãos de outras pessoas, que vão responder. A responsabilidade é delas, não é minha", explicou Elba em entrevista à Quem. 

"Estava na missa. Estava na igreja às 19h, fazendo a leitura de Salmos quando comecei a receber mensagem sem entender o que estava acontecendo. Fui incisiva com eles, dizendo que não poderiam infringir a regra determinada pelo juiz de Porto Seguro, que seria festa somente para 200 pessoas. Eles sabiam disso", disse a cantora.

Elba ainda afirmou ser inocente e não ter culpa do evento realizado na sua casa: "Quanto a essa festa na minha casa, não posso responder. Claro que estou chateada com as pessoas que alugaram, e eles vão ter que segurar essa marimba. Realmente eu sou totalmente inocente nessa história. Estou supertranquila, não gosto de festas. Minha relação é com o povo da terra. Estou num lugar muito calmo. A polícia fez muito bem de ir lá e acabar com a festa. Pra mim, foi um susto, até porque eu estava avisando o tempo todo", concluiu. 

Curta a fanpage no Facebook e Siga-nos no Instagram!

Mais lidas

    Publicidade