Gentili é condenado a pagar indenização de R$ 80 mil por chamar mulher de 'vaca'

Danilo GentiliDanilo Gentili (Foto: Reprodução da Internet)

O STJ (Superior Tribunal de Justiça) resolveu manter a indenização no valor de R$ 80 mil por danos morais que a Justiça de Pernambuco havia concedido a uma mulher que foi alvo de piadas no programa “Agora É Tarde”, de Danilo Gentili, na Band, no ano de 2013. Na ação, também foram condenados o comediante Marcelo Mansfield e a TV Bandeirantes.

A mulher, que apareceu em reportagens como conhecida a maior doadora de leite materno do Brasil, foi comparada por Gentili a uma ‘vaca’ e ao ator pornô Kid Bengala.

“Em termos de doação de leite, ela está quase alcançando o Kid Bengala.”, disse Gentili.

Quando foi exibida a foto da enfermeira no programa no momento em que ela fazia a ordenha para doar o leite materno, Marcelo Mansfield, colega de palco do apresentador, afirmou que não era uma “espanhola, mas uma América Latina inteira”.

Na época, a mulher chegou a dizer que pretendia parar de doar leite pois se sente humilhada. Segundo o processo, ela chegou inclusive a mudar de cidade por causa das ofensas públicas que sofreu.

Ela recorreu à Justiça e em 2016 uma decisão da 2ª Vara Cível da Comarca de Olinda lhe concedeu indenização de R$ 200 mil. A Justiça entendeu que ela teve “a imagem utilizada de forma humilhante e degradante.”

O Tribunal de Justiça de Pernambuco determinou a redução do valor de indenização para R$ 80 mil, valor confirmado agora pelo STJ, após recurso de emissora e dos humoristas. Inicialmente, a enfermeira havia pedido uma indenização de R$ 1 milhão.

Curta a fanpage no Facebook e Siga-nos no Instagram!