Hypólito desabafa sobre homosexualidade: "Achava que não iria para o céu”

Diego HypólitoDiego Hypólito (Foto: Reprodução da Internet)

Desde que assumiu publicamente ser homossexual, Diego Hypólito tem se sentido mais à vontade para falar sobre sua vida. O ginasta relembrou como foi a descoberta e que pensava “que não iria para o céu” por ser gay.

“Na adolescência, eu já sentia algo estranho, mas não me aceitava. Eu achava que se eu fosse assim, eu não iria para o céu, eu estava pecando. Eu relutei muito. Eu tive relacionamentos com mulher, mesmo sabendo na minha cabeça que eu era gay. Eu brigava contra isso e não ficava com homem. Isso me fez muito mal”, afirmou.

“Por mais que eu eu tivesse um carinho e respeito pelas minhas namoradas, era péssimo o que eu estava fazendo comigo e com elas só porque a sociedade me obrigava. Até eu descobrir que a gente tem que fazer o que nos faz bem”, continuou.

Diego faou também sobre seu primeiro relacionamento homossexual, quando tinha 19 anos e também sobre dificuldade em se aceitar como gay.

“Lembro exatamente como foi. Estava em São Paulo voltando de uma viagem, era época ainda do MSN. Quando ele veio falar comigo dando em cima de mim, eu falei que não era gay e o bloqueei na hora. Aí, a amiga dele foi falar comigo. Ele insistiu e foi me encontrar na chegada de um voo internacional no aeroporto e a gente foi para um hotel, mas depois me senti muito culpado. Eu fiquei com ele várias vezes ainda depois, mas relutava. Eu tinha um problema de aceitação muito grande”, finaliza.

Curta a fanpage no Facebook e Siga-nos no Instagram!