Jornalista Leo Dias afirma homossexualidade de Gugu

Leo DiasLeo Dias (Foto: google)

De acordo com o ex-Fofocalizando, um rapaz o abordou no Shopping Leblon, em dezembro, dizendo que era amigo de uma mulher que cuidava das redes sociais de Gugu e que tinha imagens dele com o companheiro.

O diretor-executivo do TV Fama contou que após a bomba, sofreu resistência da diretoria do UOL, “que assim como quase toda a imprensa brasileira insiste em viver uma mentira que o Gugu criou para a vida dele”, argumentou.

A explicação da chefia era que “em vida, Gugu havia optado por não falar publicamente sobre sua homossexualidade”, mas ele entendia que por conta da disputa pela herança, avaliada em R$ 1 bilhão, “há uma grande relevância em saber se Gugu se relacionava com homens ou com mulheres”.

Para o fofoqueiro, o comunicador não colocou Rose Miriam Di Matteo no testamento “porque ela já havia recebido o dinheiro combinado para dar à luz os filhos dele” e que “a lei brasileira não obriga ninguém a ter que deixar herança para quem pariu os filhos”.

No desabafo, Dias definiu Gugu como “o primeiro gay a apresentar um programa dominical” e que seu “legado e importância dele não serão afetados pelo fato de ele ter se relacionado com homens”.

O colunista ainda questionou o fato dos colegas terem definido Rose Miriam como “viúva” e enfatizou: “Rose nunca se casou com Gugu e nunca teve relações sexuais com ele. Ela não pode ser chama de ‘viúva'”.

Reafirmando a opção sexual do ex-Domingo Legal, Leo disse: 

“Um dos meus melhores amigos namorou por cinco anos um ex-namorado do Gugu. Ele me contou muitas histórias, falou novamente da generosidade do apresentador com seus namorados, e todos sabem que Gugu sempre foi muito namorador”.

Curta a fanpage no Facebook e Siga-nos no Instagram!