Leo Dias lembra época antes da fama e critica novos jornalistas

Leo DiasLeo Dias (Foto: Reprodução da Internet)

Leo Dias mandou um recado para os seus críticos e aproveitou o momento e deu uma lição de moral nos jornalistas que estão começando agora e já querem sentar na janelinha. O famoso contou histórias da sua carreira antes da fama e fez um alerta.

Em uma das histórias, ele citou Susana Vieira e a vez em que ficou plantado esperando a chegada dela em um condomínio para uma simples declaração. Ela tinha acabado de se separar.

 “Ela chegou por volta de 1h, abaixou o vidro e me ignorou. No dia seguinte, ainda ligou para o meu editor para reclamar de mim”, recordou.

O ex-SBT destacou que já viveu de rondas noturnas atrás de notícias quentes sobre os famosos: 

“Passava a noite rodando as ruas da Zona Sul do Rio e parando em alguns restaurantes e boates. Lá, puxava assunto com seguranças e guardadores de carro. Passava meu telefone e explicava que estava atrás de notícias de famosos”.

Como ele não tinha dinheiro, oferecia revistas da Editora Abril de presente. “Todos só queriam a Playboy”, contou. “‘Pode ligar a cobrar, mas não deixe de me ligar'”, dizia aos seus aliados.

O novo contratado da RedeTV! revelou que foi ele o primeiro a saber da sentença envolvendo o processo de Luana Piovani contra o ex Dado Dolabella: “Como eu soube antes? Eu entrava todos os dias no site do Tribunal de Justiça para ver o andamento do processo. Ele [o advogado de Luana], não”.

Leo Dias abriu a gaveta de memória por um motivo: para dar uma lição aos haters. “Fazer fofoca não é tão fácil quanto parece. Que é tão difícil quanto o aclamado jornalismo ortodoxo. Só que existe um termo no meio do caminho que me iguala à vizinha faladeira. Mas eu duvido, primeiro que a tal vizinha se submetesse a tudo a que eu me submeti só para saber da vida do outro”, apostou.

A prática, no entanto, só veio depois do estudo. 

“Eu estudei pra caramba. Depois de formado, e já trabalhando na área, tirei um ano para ir aprender definitivamente a falar inglês na Austrália. Fiz pós e até hoje lamento não ter mais uma universidade. Quero sempre me aperfeiçoar”, garantiu.

Curta a fanpage no Facebook e Siga-nos no Instagram!