Lima Duarte lembra de Flavio Migliaccio e desabafa: “Não tive a coragem"

Lima DuarteLima Duarte (Foto: Reprodução da Internet)

Em vídeo divulgado, o ator Lima Duarte, de 90 anos, falou sobre a morte do amigo Flavio Migliaccio, que foi encontrado morto na última segunda-feira.

“Eu te entendo, Migliaccio, porque eu, como você, sou do Teatro de Arena, com Paulo José, Chico de Assis, com o [Gianfrancesco] Guarnieri. Foi lá que aprendemos com o [Augusto] Boal que era preciso, era urgente que se pusesse o brasileiro em cena”, começou o desabafo.

Lima também lembra de momentos difíceis enfrentados pelos atores durante a ditadura militar: “Agora, quando sentimos o hálito putrefato de 64, o bafio terrível de 68, agora, 56 anos depois, quando eles promovem a devastação dos velhos, não podemos mais. Eu não tive a coragem que você teve”.

Já no fim do vídeo, Lima diz: “Os que lavam as mãos, o fazem numa bacia de sangue”. Trata-se de uma referência a uma fala de um personagem, Pedro Jáqueras, da peça “Os Fuzis da Senhora Carrar” (1937), de Bertolt Brecht, que ele interpretou no Teatro de Arena.

Flavio Migliaccio foi encontrado morto na manhã de segunda-feira em seu sítio em Rio Bonito, no Rio. Próximo ao corpo do ator de 85 anos foi encontrada uma carta de suicídio.

Curta a fanpage no Facebook e Siga-nos no Instagram!

Mais lidas

    Publicidade