Maisa abre o jogo sobre infância pobre: 'Muito orgulho'

Maisa falou sobre pobreza, vida dura e sobre a família. Entenda:Maisa falou sobre pobreza, vida dura e sobre a família. Entenda: (Foto: Reprodução/Instagram)

Maísa aproveitou a madrugada desta segunda-feira, 4, para responder perguntas enviadas pelos fãs nas redes sociais. Durante o bate-papo, a apresentadora falou sobre sua vida durante a infância, e da vida difícil dos pais.

Tudo começou  quando Maisa publicou uma foto de quando era criança, deitada em uma rede com um fundo de entulhos, e só então, muitos internautas descobriram que a apresentadora que está na TV desde os três anos, não nasceu em berço de ouro e trabalhou duro pelo sucesso.

''Hoje que vocês descobriram?'' respondeu Maisa, após um fã dizer que ela também já foi pobre. Em seguinda, Maisa respondeu outro questionamento sobre ter nascido rica.

''Zero, mas meus filhos vão nascer e eu espero que valorizem isso. Morro de medo de ser mãe de criança escrota. Falo disso com muito orgulho pq sei que muita gente tem vergonha do seu passado e tenta negar a origem, mas eu jamais faria isso porque seria uma desonra a tudo o que meus antepassados passaram. Se hoje tenho uma vida boa é por conta deles, do meu talento, um pouco de sorte e Deus. Graças a Deus tudo deu certo pra mim e hoje consigo prover muita coisa pra minha família, o que me deixa muito feliz porque eu tenho noção que não passei por 1/8 do que eles passaram'', disse Maísa.

''Minha família é da roça gente, meus pais trabalharam la desde a infância e depois mudaram p tentar a sorte nos arredores de SP, por isso que eu nasci em São Bernardo do Campo. Logo depois fui pra andradina, São José dos Campos e depois me mudei pra ficar perto do meu trabalho.''
 
Maísa também contou sobre a vida corrida durante a infância em adolescência, quando tinha que trabalhar e estudar ao mesmo tempo, e saia direto das gravações para ir a escola, com o cabelo cheio de laquê.

''Escola de manha e trabalho a tarde ou trabalho de manhã e escola a tarde.  No bom dia e cia eu gravava 3 vezes na semana só e era de manhã, então assim q acabava eu ia pra escola. Na época do carrossel eu estudava de manhã e ia pras gravações a tarde todo dia. Durante o carrossel tb ficavam umas profs e psicólogas lá pra nos ajudarem em tudo, pra darmos conta das lições, trabalhos e etc. Era muito incrível o trabalho delas'', contou.

''Gente, na época do bom dia e cia eu ainda fazia inglês, natação, ballet, jazz, sapateado, fiz hipismo, capoeira e karate. Alguns em períodos diferentes e outros td ao mesmo tempo, nunca gostei de ficar parada'', completou a apresentadora.

Curta a fanpage no Facebook e Siga-nos no Instagram!