Marcos Mion critica Bolsonaro após demissão de Moro

Marcos MionMarcos Mion (Foto: Reprodução da Internet)

Marcos Mion foi um dos primeiros famosos que desabafaram sobre o atual momento político do país minutos após o pronunciamento do ministro da Justiça Sergio Moro. Considerado um superministro do governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), o ex-juiz pediu demissão após o “capitão” anunciar a troca do comando da Polícia Federal por questões políticas.

O apresentador não fez uma menção direta ao Chefe do Executivo, mas lamentou que em meio ao caos da pandemia do novo coronavírus o país esteja dentro de uma crise política. “É inacreditável… Desesperador”, criticou no Twitter.

“Não precisávamos estar passando por uma crise política dessas proporções no meio da pandemia do Covid-19”, opinou o contratado da Record. “O que vai ser da gente? Do nosso país? Deus tenha misericórdia”, pediu.

Internautas reagiram com críticas duras contra Bolsonaro. “Triste é saber que a crise política dava para ter evitado com o mínimo de inteligência e noção histórica nas urnas, o Covid-19 não”, afirmou. “Estamos na lama… De novo”, resumiu mais uma.

Para uma terceira, o país foi condenado com a escolha pelo atual presidente na eleição de 2018. “Fomos condenados quando esse incompetente foi eleito. Essa vala em que nos encontramos foi cavada em 2018, Mion. Sei que você sabe disso”, argumentou. “Bolsonaro: grande decepção”, definiu outro.

Curta a fanpage no Facebook e Siga-nos no Instagram!