Mion abre o jogo sobre áudio vazado de Roberto Justus

Marcos MionMarcos Mion (Foto: Reprodução da Internet)

Marcos Mion falou pela primeira vez após o áudio em que Roberto Justus criticou suas colocações sobre o novo coronavírus por uma conversa no WhatsApp. O apresentador da Record colocou panos quentes na situação e disse que assim como ele, o empresário pensou na preservação de vidas.

A manifestação do apresentador de A Fazenda foi feita durante uma live com Fábio Porchat.

 “Concordo com muita coisa do ponto de vista do Justus e ele concorda com o meu. No fundo, a gente quer a mesma coisa: poupar vidas humanas e obviamente fazer algum tipo de intervenção cirúrgica para que a economia não pare”, defendeu.

O famoso criticou aqueles que estão focados na economia.

 “A única coisa que eu não aceito ouvir de jeito nenhum é que não importa que algumas pessoas vão morrer. Se tiver que quebrar para salvar todo mundo, quebra. Depois a gente trabalha e dá a volta por cima. Tem uma frase por aí que diz: falido se recupera, falecido, não”, refletiu.

Em quarentena com a família, Marcos Mion falou abertamente sobre sua nova rotina. Ele disse que permaneceu com uma equipe de funcionários em casa por causa dos cuidados especiais que Romeu, seu filho mais velho, precisa.

“O Romeo tem encarado de boa a quarentena, mas está sentindo muita saudade dos avós. A maior dificuldade tem sido explicar para ele os cuidados de higiene. É complicado porque os autistas têm os movimentos repetitivos, como tiques, e é praticamente impossível de segurar. Muitas vezes, eles acabam levando as mãos no rosto, por exemplo”, contou.

Curta a fanpage no Facebook e Siga-nos no Instagram!