Pedro Cardoso sobre manifestantes: "Não merecem tratamento ao vírus"

Pedro CardosoPedro Cardoso (Foto: Reprodução da Internet)

Pedro Cardoso fez um longo comentário nas redes sociais criticando as manifestações pró-Bolsonaro que ocorreram no domingo, em diversos pontos do Brasil. Para o ator, a população deveria fazer o possível para não se contaminar com o novo coronavírus.

“Quando um infectado entra num hospital ele expõe a risco médicas, enfermeiras e todos que forem cuidar dele. Fazer o impossível para não se infectar é uma obrigação para com os outros. Na minha opinião, quem se oferece ao vírus em aglomerações voluntariosas não deveria receber tratamento caso adoeça”, escreveu.

Pedro defendeu ainda que as pessoas que acreditam que o “vírus é uma invenção” devem se curar sozinhas. “Não venham arriscar a vida de quem, com sacrifício, está dedicado a salvar vidas”, justificou.

De acordo com o ator, ele não “faz parte do mesmo Brasil” que os manifestantes pró-Bolsonaro defendem.

“Cada grupo chama a si mesmo de Brasil como se todos os nascidos nesses limites geográficos fossem iguais a eles. Não somos. Eu não faço buzinaço em porta de hospitais nem clamo por ditadura militar. Não pertenço a nação de quem o faz. É com pesar que sou obrigado a compartilhar com gente assim o mesmo espaço geográfico”, afirmou.

“Roubaram até as cores da bandeira. Verde e Amarelo se tornou uma combinação repulsiva. Bandeira feita mortalha”, concluiu Pedro Cardoso.

Curta a fanpage no Facebook e Siga-nos no Instagram!

Mais lidas

    Publicidade