“Posso estar pelada e tem que respeitar”, diz Valesca Popozuda sobre assédio

Valesca PopozudaValesca Popozuda (Foto: Reprodução da Internet)

O Carnaval acaba gerando assuntos polêmicos como, por exemplo, o assédio sexual contra as mulheres. Em entrevista à Quem, Valesca Popozuda falou sobre o assunto.

“Todos os dias a gente tem que lutar contra o machismo, o assédio. Eu posso estar de short curto, de peito de fora, pelada e as pessoas têm que respeitar. Meu corpo, minhas regras, e eu faço o que quiser”, contou ela para o veículo.

Reforçando que o feminismo tem que ser lembrado todos os dias e não só nessa época de Carnaval, a cantora continuou: “Quando chega uma data importante as pessoas celebram muito, mas a gente tem que lembrar do feminismo tofos os dias, porque as mulheres existem todos os dias. Tudo o que a gente quer é respeito”, disse a loira.

Curta a fanpage no Facebook e Siga-nos no Instagram!