Repórter nega interesse financeiro por denúncia à Datena

DatenaDatena (Foto: Reprodução/Internet)

Bruna Drews, jornalista que acusou e denunciou José Luiz Datena de assédio sexual, afirmou que não tem interesse no dinheiro do apresentador e lamentou o fato de a ação judicial contra o veterano possivelmente não ‘dar em nada’.

“Como ex-repórter criminal, sei que infelizmente processos por assédio sexual acabam no máximo em pagamentos de cestas básicas para o Estado! Nunca pedi nada e nunca fiz chantagem com o apresentador!”, disse.

Na Justiça, ela busca reparação por supostamente o famoso ter dito que ela não precisava emagrecer porque já “era muito gostosa”, que diversas vezes teria “se masturbado pensando nela” e que achava “um desperdício” a profissional “namorar uma mulher”.

Na representação protocolada no Ministério Público de São Paulo, a ex-repórter do “Brasil Urgente” afirmou que as declarações do veterano teriam sido feitas durante uma festa do “Agora é com Datena”.

A jovem ainda revelou que, no momento do assédio, outras pessoas estavam no local:

“Obviamente muitas testemunhas que estavam no bar não vão contar a verdade. Mas tenho certeza que ela será esclarecida pela Justiça!”.

À publicação, Datena fez questão de negar todas acusações. “Isto é calúnia. Sempre elogiei esta moça ao vivo no ‘Brasil Urgente’, como faço com outros repórteres homens e mulheres, pela beleza e competência, acima de tudo”, disse.

“Quanto ao episódio que ela se refere, ela estava visivelmente mais magra e perguntei na frente de todos se estava com problemas. Ela disse que sim e que iria procurar ajuda médica. No final das gravações deste programa, dias depois no Bar do Tonico, com boa parte da equipe, reiterei a ela que era bonita e competente e que não precisava emagrecer mais para trabalhar em TV, preocupado com sua saúde”, afirmou.

Curta a fanpage no Facebook e Siga-nos no Instagram!